Acesso à InformaçãoPortal do Estado do Brasil
 
Embrapa Trigo

brancoAcesse também
branco
agencia Árvores do Conhecimento
Agência de Informação Embrapa
Observatorio do trigo Observatório do Trigo
Informações sobre a cultura do trigo
Sementes Sementes
Informações sobre onde adquirir sementes no RS
Embrapa & Escola Embrapa & Escola
Agende suas visitas na Embrapa Trigo
Estagiarios Estágios
Informações sobre estágios na Embrapa Trigo
Informações Meteorológicas Informações meteorológicas
Informações meteorológicas de Passo Fundo
Receitas Receitas
Receitas de trigo
brancoInstitucional
brancoInfoteca-e Infoteca-e
Inf. Tecnológica em Agricultura
Alice
brancoSistemas de producao Catálogo de Produtos e Serviços
Ao alcance de todos
banner

 

MECANISMOS DE AÇÃO DE HERBICIDAS

Erivelton S. Roman

RESISTÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS A HERBICIDAS

Até recentemente, as preocupações com o desenvolvimento de resistência a defensivos agrícolas estavam mais relacionadas com o uso de fungicidas e inseticidas. Desde a resistência de Senecio vulgaris L. aos herbicidas da classe das Triazinas, aumenta o número de biótipos resistentes a uma ou mais classes de herbicidas sendo o fenômeno relatado em vários locais do mundo.

O surgimento de biótipos resistentes ocorre em áreas onde há uso repetido de herbicidas de um mesmo grupo ou pertencentes a diferentes grupos, mas com o mesmo mecanismo de ação.

Os fatores mais importantes que influenciam a seleção de biótipos resistentes são a intensidade de uso, a eficiência e persistência do herbicida, a eficácia dos mecanismos de resistência, a especificidade do herbicida com respeito ao modo de ação, o padrão de emergência da planta daninha e a eficiência dos métodos de controle alternativos aos métodos químicos.

As misturas e o uso alternado de princípios ativos com diferentes mecanismos de ação estão entre as alternativas para o manejo da resistência de plantas daninhas a herbicidas. O êxito dessas alternativas depende, no entanto, da eficácia relativa de cada um dos herbicidas no controle da planta daninhas alvo e, também, da especificidade dos mecanismos de resistência. O uso de misturas de herbicidas que tenham diferentes locais de ação e diferentes mecanismos de degradação metabólica é sugerido para evitar ou retardar o aparecimento do problema.

MECANISMOS DE AÇÃO DE HERBICIDAS

INIBIDORES DE EPSPs
GlERSOL, GLIFOSATO NORTOX, GLIPHOGAN, GLION, GLIZ, RODEO, ROUNDUP, TROP) Sulfoyphosate (AGRISATO, DIRECT, GLIFOSATO AGRIPEC, GLIFOSATO Fsate (ZAPP)

MIMETIZADORES DE AUXINAS
Dicamba (BANVEL), 2,4-D (AMINOL, CAPRI, DEFERON, DMA 806 BR, ESTERON, HERBI D, U-46 D-FLUID)

INIBIDORES DE ALS
Chlorimuron (CLASSIC), Cloransulam (PACTO), Diclosulan (SPIDER), Flumetsulan (SCORPION), Imazamox (SWEEPER, RAPTOR), Imazapic (PLATEAU), Imazapyr (ARSENAL), Imazaquin (SCEPTER, TOPGAN), Imazethapyr (PIVOT, VEZIR), Metsulfuron (ALLY), Nicosulfuron (SANSON), Oxasulfuron (CHART)

INIBIDORES DE ACCase
Butroxydim (FALCON), Clethodim (SELECT), Diclofop (ILOXAN), Fenoxaprop (FURORE, PODIUM), Fluazifop (FUSILADE), Haloxyfop (VERDICT R), Propaquizafop (SHOGUN), Quizalofop (TARGA), Sethoxydim (POAST)

INIBIDORES DO FS I
Diquat (REGLONE), Paraquat (GRAMOXONE)

INIBIDORES DA GLUTAMINA SINTETASE (GS)
Amônio-glufosinato (FINALE)

INIBIDORES DO FS II
Ametryne (AMETRINA AGRIPEC, GESAPAX, HERBIPAK, METRIMEX), Atrazine (ATRANEX, ATRAZINA NORTOX, ATRAZINAX, GESAPRIM, HERBITRIM, SIPTRAN, STAUZINA), Cyanazine (BLADEX), Diuron (CENTION, DIURON, DIUROMEX, HERBURON, KARMEX), Linuron (AFALON), Metribuzin (SENCOR), Simazine (HERBAZIN, SIPAZINA)

INIBIDORES DE PROTOX
Acifluorfen (BLAZER, TACKLE), Fomesafen (FLEX), Lactofen (COBRA), Flumiclorac (RADIANT), Flumioxazin (FLUMYZIN, SUMISOYA), Sulfentrazone (BORAL, SOLARA)

INIBIDORES DE CAROTENOS

Isoxaflutole (PROVENCE), Clomazone (GAMIT), Norflurazon (ZORIAL)

INIBIDORES DE POLIMERIZAÇÃO DA TUBULINA
Oryzalin (SURFLAN), Pendimethalin (HERBADOX), Trifluralin (HERBIFLAN, PREMERLIN, TREFLAN, TRIFLURALINA AGREVO, TRIFLURALINA DEFENSA, TRIFLURALINA NORTOX)

INIBIDORES DA FOTOSSÍNTESE
(Inibe a reação de Hill)

Bentazon (BANIR, BASAGRAN)

INIBIDORES DA SÍNTESE DE ÁCIDOS NUCLÊICOS E DE PROTEINAS
(Inibição do crescimento radicular e da parte aérea de plântulas)
Alachlor (LAÇO, ALACLOR NORTOX) Acetochlor (SURPASS, KADETT), Metolachlor (DUAL)


branco branco
Fale conosco
branco branco
brancoEmbrapa e Você
Facebookbranco TwitterbrancoYouTube
brancoAgenda de Eventos

Mais eventos...

PIT

e-rastrear

avaliação

A Embrapa | Política de Privacidade | Área Restrita
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa
Todos os direitos reservados, conforme Lei n° 9.610.